Skip to main content

No que toca à tradução, o mínimo erro pode tornar-se num grande problema. Desde más traduções que quase provocaram guerras entre nações, a simples erros gramaticais que podem pôr em causa a reputação de uma empresa face aos seus clientes.

Para evitar estes problemas, um serviço de tradução profissional possui sempre formas de controlo de qualidade. Há muitos recursos de que um bom tradutor ou empresa de tradução dispõe. Vejamos alguns:

Revisão

Este ponto, na verdade, é obrigatório. Alguns tradutores preferem rever as suas traduções um ou dois dias depois de as terminarem, o que normalmente tem um melhor resultado, mas os prazos de entrega nem sempre o permitem. No entanto, as empresas usam, por norma, um tradutor diferente para rever a tradução. Esta é a solução ideal porque, para além de corrigir possíveis erros gramaticais ou ortográficos, as opções de tradução podem também ser debatidas entre dois profissionais.

Proximidade com o cliente

Um bom tradutor conhece o seu cliente e tem em conta as suas especificações. Se o tradutor tem alguma dúvida ou está inseguro do seu trabalho, pode sempre entrar em contacto com o cliente e tirar quaisquer dúvidas sobre o texto de partida.

No que toca a empresas, esta função é desempenhada pelo gestor de projetos ou gestor de contas. As pessoas que ocupam estes cargos são responsáveis por conhecer o negócio dos seus clientes e localizar a sua comunicação. A este ponto poderá perguntar-se como reagiria um cliente face às perguntas de um gestor de projetos; pela nossa experiência, os clientes aceitam-no muito bem. Todos nós gostamos de pessoas em quem podemos confiar e, alguém que lhe telefona para saber a sua opinião, permitindo a sua participação no trabalho em curso por estar preocupado com o seu negócio e com o seu dinheiro, é claramente alguém em quem pode confiar.

Memórias de tradução

O Microsoft Word é usado praticamente todos os dias, mas a tradução em Word já teve o seu tempo. Portanto, nos tempos que correm, os tradutores e empresas de tradução utilizam softwares de Tradução Assistida por Computador (não confundir com tradução automática). Estes softwares usam Memórias de Tradução, que são simplesmente ficheiros que armazenam todas as traduções anteriores. Os prestadores de serviços de tradução profissionais têm uma Memória de Tradução para cada cliente. Isto significa que podem verificar como é que determinado parágrafo foi traduzido anteriormente, aumentando desta forma a consistência e minimizando possíveis erros de tradução ou inconsistências terminológicas.

Bases de terminológicas

As ferramentas CAT também usam bases terminológicas. Estas são essencialmente glossários multilíngues e, normalmente, um prestador de serviços também tem um para cada cliente. Por isso, se confiar a sua comunicação a um prestador de serviços de tradução profissional, é muito provável que este crie um glossário só para a sua empresa, com todos os termos técnicos que quer usar. No processo de tradução, sempre que surge um desses termos no texto de partida, o tradutor será alertado para o facto de o termo estar na base terminológica. Este processo melhora a consistência e assegura que todos os termos técnicos são traduzidos da mesma maneira em todas as traduções e de acordo com as especificações do cliente.

Software de Controlo de Qualidade

Mais um truque na manga do tradutor. Há também vários softwares de Controlo de Qualidade. Para que servem? Por norma, procuram traduções inconsistentes dentro de um documento. Procuram também erros de adaptação como números separados por vírgulas em vez de pontos e vice-versa, erros de tradução quando um número é diferente no texto de partida e no texto de chegada, entre muitas outra funções. Alguns destes softwares podem comparar o documento final com a memória de tradução e com a base de terminológica para certificar que está tudo em ordem.

Seleção/especialização de tradutores

Os tradutores especializados são também uma boa forma de evitar problemas de tradução. Por norma, os tradutores evitam sair da sua zona de conforto quando os textos são demasiado técnicos, para assegurar a qualidade das suas traduções. Alguns tradutores especializam-se em uma ou duas áreas (por exemplo, engenharia mecânica e construção) e não fazem questão de trabalhar com outros temas.

Por outro lado, as empresas de tradução têm muitos tradutores em carteira. Para assegurar a qualidade de traduções de cariz mais técnico, os textos de partida são analisados e são escolhidos adequadamente os tradutores técnicos. Com o tradutor certo, a probabilidade de que surjam problemas graves é significativamente menor e a revisão será mais rápida. Desta forma, os prazos de entrega são cumpridos e a qualidade é garantida.

Feedback do cliente

Apesar de ser uma prática mais comum nas empresas de tradução, todos os tradutores devem pedir feedback aos seus clientes. As vantagens são óbvias: anota-se o que está errado e corrige-se se necessário. As empresas utilizam muito este sistema e, na verdade, a certificação ISO 9001 exige-o. Quer o cliente dê um feedback positivo ou negativo, este será usado para melhorar o serviço de tradução e o controlo de qualidade.

De um modo geral, há muitos métodos de controlo de qualidade. Quantos mais métodos um serviço de tradução compreender, melhor será o resultado final. Posto isto, quando solicitar um serviço de tradução, certifique-se de que procura um tradutor ou empresa que ofereça um serviço de tradução especializado com revisão por um segundo tradutor, que usa softwares de tradução e controlo de qualidade com memórias de tradução e bases terminológicas, que ouve as suas especificações e que o mantém informado sobre o tudo o que se passa com a tradução (quer seja através de feedback sobre o progresso ou fazendo-lhe perguntas, se necessário) e, por último, mas não menos importante, que lhe pede feedback para melhorar o serviço.

 

Close Menu

Copyright © 2021 Eurologos Portugal

Todos os direitos reservados.

Escritório / Correspondência:
Rua Sinais de Fogo, n.º 12, Escritório B
Parque das Nações
1990-605 LISBOA