Skip to main content

Por vezes, a tradução jurídica é enquadrada no espectro da tradução técnica. Porém, a verdade é que a tradução de documentos de cariz legal envolve, não só competências diferentes por parte dos tradutores e revisores, como, por vezes, também responsabilidade acrescida.

Antes de aprofundarmos as particularidades da tradução jurídica, se pretender, poderá pedir-nos um orçamento para que possamos analisar os seus documentos e ajudá-lo caso necessite da tradução de conteúdos legais.

O que é a tradução jurídica?

A tradução jurídica é a tradução de qualquer tipo de documento da área jurídica. Neste caso, podem inserir-se nesta área vários tipos de documentos, como: contratos, patentes, termos e condições, licenças, transcrição de testemunhos, processos judiciais, acordos ou qualquer outro tipo de comunicação ou documento cuja linguagem seja legal.

Por que é que a tradução jurídica é importante?

Quando existe um julgamento, toda a documentação deve estar na língua do país onde este ocorre. Caso contrário, abrem-se portas à má interpretação de provas e depoimentos. Assim, para que não restem dúvidas e as partes envolvidas possam analisar claramente toda a documentação, esta deve estar devidamente traduzida.

Quem pode realizar a tradução e quais as dificuldades inerentes?

A verdade é que qualquer pessoa pode realizar uma tradução. Contudo, há que atentar no facto de existirem diferenças entre as legislações dos vários países. A complexidade das diferentes legislações requer, para a tradução, um aprofundado conhecimento dos próprios sistemas de direito, bem como das boas-práticas da tradução.

Suponhamos que, por exemplo, o tradutor se depara com uma lei que não existe no país de chegada. Como procederá à tradução? Manter-se-á a denominação na língua de partida? Explicar-se-á em algum local a legislação em questão? – É sobre questões como esta que deve refletir o tradutor da área jurídica.

Para garantir que existe uma responsabilização das consequências da tradução, geralmente, as traduções jurídicas são também certificadas. Só deste modo podem ter o necessário valor legal. Em Portugal, face à não existência de tradutores juramentados, as certificações de traduções são realizadas junto de Notários, Advogados ou Solicitadores, conforme explanamos aqui.

Precisa de uma tradução certificada?

Então, quais os fatores a ter em conta na tradução jurídica?

Um tradutor da área jurídica, deve atentar, entre outros, nos seguintes fatores:

  1. Terminologia – Talvez uma das mais importantes características desta área, a terminologia jurídica deve sempre ser aplicada, sob pena de surgirem más interpretações.
  2. Sistemas legais – Como dissemos anteriormente, os sistemas legais diferem de país para país. Um bom tradutor não deve conhecer apenas as línguas envolvidas, como também as legislações em vigor.
  3. Línguas – Talvez a competência mais óbvia. À semelhança de todas as áreas da tradução, um tradutor deve dominar perfeitamente não só a língua de chegada, como também a de partida.
  4. Ferramentas de tradução – Para que possa executar o seu trabalho com proficiência, um tradutor jurídico deve conhecer e dominar as mais variadas ferramentas de tradução ao seu dispor para que possa resolver possíveis inconsistências e realizar pesquisas de forma eficaz.
  5. Outras competências – Para além destes fatores, há todos aqueles que são comuns aos tradutores de outras áreas, que englobam um extenso conhecimento das culturas de partida e de chegada, domínio linguístico, conhecimento das boas-práticas da tradução, entre outros.

A necessidade de certificação e garantia da existência de uma responsabilização, aliadas às competências tradutórias necessárias são os principais fatores pelos quais as traduções jurídicas devem ser realizadas por um tradutor experiente que garanta o rigor da tradução. Lembre-se que uma má tradução pode significar a paragem de todo o processo o que, por vezes, acarreta custos extra.

Que outros serviços estão associados à tradução jurídica?

Para além da tradução jurídica e da certificação, também a transcrição é um serviço muito requisitado. Por vezes, é necessário que o depoimento gravado em áudio de uma testemunha seja transcrito para texto para, mais tarde, ser analisado e apresentado por uma das partes em julgamento. Esta transcrição também deve ser realizada por uma equipa experiente que esteja familiarizada com os procedimentos, software e terminologia jurídica de forma a evitar erros de transcrição.

A existência de erros que advenham de uma má compreensão do áudio pode resultar num atraso de todo o processo, o que, novamente, trará custos adicionais, bem como na anulação de todo o testemunho, com potenciais consequências prejudiciais a uma das partes.

Assim, quer procure um serviço de tradução profissional ou uma transcrição adequada às suas necessidades, contacte sempre uma empresa profissional e minimize os riscos.

Se pretender, basta preencher o formulário abaixo para que lhe possamos enviar um orçamento gratuito.

Close Menu

Copyright © 2021 Eurologos Portugal

Todos os direitos reservados.

Escritório / Correspondência:
Rua Sinais de Fogo, n.º 12, Escritório B
Parque das Nações
1990-605 LISBOA