Skip to main content

A verdade é que quase todos os dias damos de caras com serviços de tradução, muitas vezes sem darmos por isso. Notemos que todos os produtos são produzidos em algum lugar e esse lugar terá, certamente, a sua língua particular. Assim, toda a documentação é criada em determinada língua e toda essa documentação terá de ser traduzida para servir todos aqueles que adquiram esse mesmo produto.

Mas vamos aos exemplos práticos:

Pensemos no turismo, por exemplo. Existe melhor forma de fazer com que os turistas se sintam bem vindos do que recebê-los na sua própria língua? Desde os “quartos, rooms, chambres” manuscritos até aos elaborados menus dos hotéis, são poucas as indústrias que recorrem tanto a serviços de tradução como a do turismo.

E quem gosta, por vezes, acaba por ficar! Ficar, contudo, significa uma abismal quantidade de documentação a tratar para a emigração, e é exatamente neste momento que os escritórios de advogados recorrem a serviços de tradução jurídica. Se um cliente necessitar de compreender exatamente os detalhes de uma escritura ou contrato, ou simplesmente apresentar a documentação às autoridades na língua nativa de um país, então convirá que haja um bom prestador de tradução jurídica na lista de contactos do advogado.

Se o passo for, por exemplo, a aquisição ou construção de um imóvel, então também o setor da construção e o setor da mediação imobiliária recorrem a serviços de tradução. Imagine-se com vontade de querer comprar uma casa num país estrangeiro; recorrerá mais facilmente a uma imobiliária que apresente informações numa língua que não domina, ou àquela que lhe mostra os detalhes do seu imóvel de sonho na sua língua nativa? Caso queira construir, não se sentirá mais seguro se o construtor lhe mostrar todo o plano para a construção do seu imóvel numa língua que, para si, é percetível? Assim, também estes setores recorrem, frequentemente, a serviços de tradução. Desengane-se se pensar que é trabalho fácil; por vezes trata-se de tradução extremamente técnica que requer tradutores altamente especializados. Para além da terminologia técnica associada à construção civil, temos também a necessidade de intérpretes para escrituras. Estes intérpretes devem ser experientes em terminologia jurídica e são altamente requisitados pelas empresas de tradução.

Antes de disto, contudo, talvez seja melhor afinar as questões financeiras com o banco. E aqui, podemos esperar que o banco trabalhe com uma boa empresa de tradução, pois será necessário, caso haja informação a “importar” de um banco estrangeiro. Neste caso, um erro de tradução pode causar um enorme problema ao comprador e atrasar todo o processo. Será necessário, mais uma vez, ter tradutores especializados na área para que tudo corra da melhor forma.

Tendo o dinheiro na mão, há que pensar num arquiteto. Quando o cliente não consegue ler a língua na qual foi elaborada o projeto, entra mais uma vez no ringue um bom par de tradutores que, novamente, são especializados na terminologia para que o cliente saiba exatamente aquilo que está a construir.

Construída ou comprada a casa, também de tradução está repleto o seu recheio. Desde o manual do frigorífico, ao software do computador, passando pelo terrível livro de instruções de montagem do armário do quarto: tudo foi traduzido e em todo o lado está escondida a magia de uma empresa de tradução. Muitas vezes, apesar da tecnicidade da terminologia envolvida, não só de tradução falamos, mas também de uma adaptação à cultura de chegada, que faz com que o público-alvo se sinta “em casa” com o equipamento que adquiriu. Mas aqui entramos na tradução de marketing e essa deixamos para outro dia.

Foram apenas alguns exemplos de como andam escondidos os serviços de tradução no dia-a-dia, e muitos mais haverá. Para os encontrar, basta entrar em contacto connosco!

Close Menu

Copyright © 2021 Eurologos Portugal

Todos os direitos reservados.

Escritório / Correspondência:
Rua Sinais de Fogo, n.º 12, Escritório B
Parque das Nações
1990-605 LISBOA